terça-feira, 29 de julho de 2014

A Dama


Ao som do jazz e sob efeito de pelo menos quatro doses de Chivas ela discursava sobre coisas que faziam meu corpo reagir involuntariamente...
por Vezes me acalmava falando sobre planos de investimentos, jóias, perfumes ou sobre como preferia um "dezoito anos"
Entre uma tragada e outra de sua cigarrilha ela gesticulava balançando seu corpo e com os olhos fincados nos meus
Porém, as únicas coisas em que eu conseguia prestar atenção eram em como o arredondado dos seus seios era tão perfeito e em como ela conseguia ter um sorriso infantil com toda aquela sensualidade.... Talvez aquele fosse o mistério que me prendia a ela...
Eu me embriagava com um vinte e cinco anos, que mesmo ela reclamando também não largava...
Com o charuto que estava em minhas mãos com uma forte brasa
e todo aquele cheiro doce que suavemente vinha de sua nuca...
Uma boca quente
Um lençol de seda
Travesseiros molhados e um sono profundo.......
Não era o amor da minha vida....
Mas devo admitir que deixei dormindo, a mulher dos meus sonhos, dona dos meus mais obscuros desejos....

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Carol - Cartas de um Amante

Num beijo quase não provado ela se entregou novamente a algumas palavras frias e ao mesmo tempo sentimentais...
Ela gosta de ambiguidade!
Ela gosta de loucuras!
Ela gosta de mulheres?!

"Que loucura... Não sei bem o que sinto... Só sei que o que mais gosto nela é não deseja-la!
É querer que ela esteja por perto...
É querer que ela corra de mim...
E sua boca... E minha boca....
Como meu corpo pede um toque do seu...
Minha língua implora seus lábios...
Minhas mãos repudiam o corpo que meus olhos despem...
Ter você é como ter uma pequena joaninha...
Se eu realmente a tivesse, não saberia o que fazer, deixaria voar...
Mulheres..."

Qualquer homem ficaria excitado com essa carta...
Eu fiquei assustado...
Ainda estou tentando entender essa mudança...

sábado, 7 de janeiro de 2012

Daiana

Ela não acredita mais nem em duendes, nem em contos de fadas...
Ela chorou por uma noite inteira e nem sabe ao certo o por que...
Ela vive num mundo que somente ela não nota que ninguém nunca vai poder entrar...
Uma mistura de dor e romance...

"Eu não sei mais o que faço... me entrego a mulheres que são como homens...
Minha vida não mais é igual a que tive ante-ontem... e nem nunca será...
Minhas lágrimas sempre foram derramadas em vão..
Eu queria você aqui bem perto...
E nunca terei pois é bem além de merecer ou não...
é questão de sofrer...
Não sei por que, mas teu sim me entristeceria.."

Ela não entende... se tivesse algum endereço falaria que ela não precisa de ninguém, somente dela..
Ela só precisa se amar...

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Bailarina

Calça bailarina,
Tuas rosadas sapatinhas...
Rodopia por entre saias e purpurinas...
Dança!

Olha bailarina...
Tece teus gestos suavemente...
Como se em tua mão levasse uma frágil rosa...
E em teus pés o mais amante dos corações...

Voa Bailarina!
Como uma borboleta quando flutua...

Brinca bailarina...
De mostrar-se frágil...

Volta bailarina...
Volta...

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Cartas de um amante - Elga

Em quantidade ela tinha exatidão...
Ou algum dia por acaso perdeu o papel no qual anotava todas as suas descrenças.
Mas acreditava fielmente que havia guardado cada um daqueles que por sua vida passaram...

Só que definitivamente ela mudou.

Ela não procura mais por beijos de primavera, sei disso por ler sua ultima carta, a qual me deixou em agonia profunda me fazendo conseguir recitar somente um trecho daquelas letras.

"Do céu cai a chuva, e o tempo frio só me faz gripar, e por mais incrível que pareça, a última coisa que eu queria agora é alguém"

Me contou que fora perseguida por alguém que não amava.
Acho que é isso que acontece com quem se paixona demais.

Essas cartas estão tendo grandes espaços, eu sinto falta.

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

devolta

Estava sentindo tanta falta do meu blogger (L)
fiquei sem postar pois meu e sogro havia ROUBADO todos os meus dados de internet e fez um fuzuê na minah vida...
enfim...
consegui recuperar tudo com muita surra... mas já que estou devolta a ativa =) postageeeens ^^

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Munique - Cartas de um Amante

As ideias percorrem sua cabeça sem ela conseguir controla-las...
suas cartas não fazem mais tanto sentido...

"Estás tão frio...
Acreditei que em você eu faria meu final feliz...
Acreditei fielmente que havia encontrado quem procurei...
Mas sempre faço a merda de me entregar demais...
Sempre pra sofrer depois...
Ter sempre que entender sem ser entendida..
Minha garganta dói de tanto chorar... minha testa dói... meu olhos doem...
Ah e meu peito... não aguenta mais de tanta dor...
Eu não quero que sejas mais um amor meu...
Eu juro que não quero...
Me ajoelho aos pés do Criador e pergunto por que tudo é tão igual???
Por que minhas lágrimas não param de rolar...
POR QUE EU NÃO PARO DE SOFRER????
Nada mais faz sentido...
Tudo é motivo de briga...
Essa noite vi você caminhar a minha frente sem nem olhar pra trás...
e foi sumindo a minha vista..
Sentei-me num banco antes da grade que nos dividia...
O tempo era realmente chuvoso
Mas dentro de mim parecia haver um temporal...
Foi assim que chorei..."

Ela está amando novamente...
Isso é bastante perigoso
Acho que vou parar de ler essas cartas...