Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010
Perdoa-me minha indiscrição
É que minhas palavras não permitem que eu me contenha
Elas saem, ousadas...
Perdoa-me todos os carinhos dispensados sem pudor
Sem pedir nada em troca
Nem um toque do teu olhar
Nem uma fagulha do teu medo
Perdoa-me todas as vezes que me anulei para te satisfazer
Peroda-me ter perdido toda minha personalidade para satisfazer tuas vontades
Carinhos que mendigam carinhos
Perdoa-me minhas verdades
As vezes não consigo fingir que não sei
Desculpa saber
Queria eu te esquecer
E não ter vontade de te matar
Toda vez que você me magoa
Que brinca comigo
Que me usa e diz que é pra eu não sonhar com nois dois
Me levou ao mais alto precipício me dizendo ser a vista mais linda que tem
de lá de cima me empurrou
Só que vou levar você
Vou feri-lo
Magoa-lo
Tudo isso por amor.
Perdoa-me.

Cartas de um amante

Ela voltou a me escrever...

Mais uma vez com uma vida turbulenta e sem sentindo vem deslizando suas letras infantis até a minha pessoa.
Ela está chorando, com frio e com medo...
Mas o que eu posso fazer se sou só um destinatário sem rosto e sem resposta
Quase uma consiencia...
Quase...
Lendo suas letras pude notar sua dor...
Compadeci-me dela, porém nada posso mover.

" Mais um, mais uma vez!!!
ele é mais um que chega e vai embora, que não tem hora nem pressa do nunca mais
Ele é mais um que mente mais um qe não quer saber se está nmagoando e mais um, que só pensa em si.

Mas estou triste por que ele é mais um que eu acredito, mais um que eu me entrego e acabo voltando a você...
Acabo chegando aqui...
Acabo sozinha com uma carta borrada..
Mas tentando terminar eu nunca acabo"

Estava sentindo falta mesmo sem nunca entende-la
Hoje minha alma chora,
Ele vai embora sem nem me dizer adeus
mas o seu olhar me falou
que não vai voltar
e eu gritei
mas parece que os ouvidos dele não quiseram me ouvir
seu corpo já rejeitava o meu
não queria mais minhas caricias
minhas palavras nunca foram suficientes mas minha presença um dia foi
Hoje minha presença o perturba,
E meus carinhos não o satisfazem
Embora tenha trocado algumas letras comigo pelo meio mais frio
ele, de costas, com seu olhar me disse adeus
E eu chorei
Ele nem viu meus olhos se encherem d'água...
As lágrimas eram o rio que corre em mim transbordando de tristeza...
o amor indo embora por onde eu notei não haver mais como
Mas eu insisti...
E ele não está mais feliz aqui
Mas eu insisto...
E ele não é mais feliz aqui...
Egoísmo da minha parte querer seu amor...
Só por que eu dei a ele todo o que eu tenho...