Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2010
As miragens antes sonhadas desapareceram como num passe de mágica.
A menina que sonhava, hoje tem que viver.
Ela sorri como se fosse tudo um maravilhoso sonho.
Mas sem contar pra ninguém
Ela desacreditou em todos aqueles
Só contava-os para acreditar que fossem verdades
Até pensa parar de escrever aquelas cartas remetidas para ningém.
Pura ingenuidade acreditar até que a realidade existe...
Símiles, hipérboles e mesóclieses não fazem mais tanto sentido.
Ele queria aquela dama menos que seu orgulho.
Mais que sua vontade.
Buscou-a em milhões de corpos, mas nunca encontrou-a
Voltas e mais voltas dadas obrigaram-no a parar, de tão tonto.
O passado nunca o havia obrigado tanto a olhar para trás.
Foi quando viu em sua frente.
Parada, quieta, calada...
Pegou sua mão e falou simplesmente:

- Siga-me.

Voltaram juntos.
Ela o estava esperando.